terça-feira, 20 de julho de 2010

Âmago

Separar dois universos é o pior dos ofícios.Tenho nojo do espaço exato...e da pedra diminuída em mim.Agasalho ruas sem sistema.Esfuziante de angústia.Eu sei o que é poesia.Poesia é o ato da palavra.Ciente das histórias,convivo comigo e não preciso de muita letra,pra saber da paz e do movimento aditivado...histórias para ler.Quero ser honesta com isso,viva com isso.Autêntica autenticação de cola.A poesia que não quer amanhecer.Vivo para o que choro(arrumei pedaços de lã pra aquecer)...Nadja,sempre tive um nome para morrer.

2 comentários:

Luís Gustavo Brito Dias disse...

"poesia é o ato da palavra"

deveria ter outra maneira de se fazer poesia.

Por que você faz poema? disse...

Ainda não sei o que é poesia,
acho até que já cansei de
procurar a resposta.

Postar um comentário